All

studium insights #02

Mapear : Olhar para um percurso como uma fonte de informação capaz de gerar infinitas variantes de uma solução aparentemente linear. Mapear como o ato de falar, mapear como forma de descrever e endireitar linhas que por vezes nascem concêntricas, disformes, convergentes, divergentes, lunáticas ou até mesmo paralelas até atingirem uma leitura sequencial dos factos, até se tornarem num mapa esclarecido.

 

quando o mapa ganha forma também se torna guia

 

Na prática, no campo criativo, a destreza do mapa segue-nos como uma linha de vida que descreve o objeto, a intenção e o percurso percorrido ou ainda a percorrer. O mapa visual torna-se num aglomerado de informação explícita tanto quanto de informação implícita para a crítica, para análise, para os criativos e para os clientes. O mapa é para a prática do studium uma forma de dissecar e de fundamentar o mais ínfimo pormenor na leitura do projeto ainda antes de o desenvolver.

 

Catarina Rodrigues . diretora criativa studium
Scroll Up